Fundos europeus

Linha circular

Realizado por

Logotipo da República Portugesa (Ministério do Ambiente e Ação Climática) e Metropolitano de Lisboa

Cofinanciado por

Entidades financiadoras da linha Circular
Diagrama linha circular
Designação do projeto: Expansão do sistema do Metropolitano de Lisboa
Código do projeto: POSEUR-01-1407-FC-000054
Objetivo principal: Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
Região de intervenção: Estrela, Santos, Cais do Sodré e Campo Grande, Concelho de Lisboa – Portugal
Entidade beneficiária: Metropolitano de Lisboa, E.P.E.
Data de aprovação: 20-12-2019
Data de início: 06-11-2018
Data de conclusão: 31-12-2023
Custo total elegível: 331 000 000 Euros
Apoio financeiro do Fundo Ambiental: 137 000 000 Euros
Apoio financeiro do Fundo de Coesão/POSEUR: 103 000 000 Euros
Apoio financeiro público nacional/regional: 91 000 000 Euros

 

Expansão da linha vermelha

Realizado por

Logotipo da República Portugesa (Ministério do Ambiente e Ação Climática) e Metropolitano de Lisboa

Cofinanciado por

Entidades financiadoras da expansão da linha vermelha
Diagrama linha vermelha

Expansão da Rede de Metro de Lisboa – Linha Vermelha até Alcântara (330 M€)

Investimento: TC-C15-i01

Entidade Responsável: Metropolitano de Lisboa, E.P.E.

Descrição e Objetivos: No âmbito da componente C15 — Mobilidade Sustentável, o desenvolvimento de projetos para a melhoria dos sistemas de transporte coletivo, que promovam a utilização crescente do transporte público com a consequente redução da dependência do transporte individual rodoviário, contribuindo para a descarbonização do setor dos transportes e para a recuperação dos efeitos económicos e sociais resultantes da crise pandémica, em particular ao nível do emprego.

Com a aprovação em julho de 2021 do PRR, o projeto de expansão da Linha Vermelha do Metropolitano de Lisboa até Alcântara, passou a integrar os investimentos previstos no referido financiamento. Assim, a estação Alcântara sendo o eixo principal de interface de transportes, articulando com os serviços ferroviários suburbanos, contribuirá, decisivamente, para a melhoria significativa da mobilidade na Área Metropolitana de Lisboa.

Metas: Construção de 4 novas estações de ligação entre a estação São Sebastião e Alcântara.

Cronograma financeiro expansão da linha vermelha

 

Procedimento de Concurso Público n.º 125/2022-DLO – Empreitada de Conceção e Construção do Prolongamento da Linha Vermelha entre São Sebastião e Alcântara, do Metropolitano de Lisboa, E.P.E.

Data do Aviso de Concurso: 30/01/2023;

Submissão de Candidaturas: até 21/07/2023;

Documentação:

Linha violeta

Realizado por

Logotipo da República Portugesa (Ministério do Ambiente e Ação Climática) e Metropolitano de Lisboa

Cofinanciado por

Entidades financiadoras da expansão da linha vermelha
Diagrama da futura linha violeta
Designação do projeto: Metro ligeiro de superfície Odivelas-Loures
Código do projeto: TC-C15-i03
Objetivo principal: Mobilidade sustentável, melhoria dos sistemas de transporte coletivo, descarbonização do setor dos transportes, oferta de transporte público coletivo, mais eficiente, atrativo e ambientalmente sustentável, com especial incidência em zonas urbanas de maior densidade populacional, zona norte da AML, promovendo a redução da dependência do transporte individual e contribuindo para a redução das emissões de GEE.
Região de intervenção: Zona norte da AML (Lisboa, Loures e Odivelas)
Entidade beneficiária: Metropolitano de Lisboa, E.P.E.

 

Data de aprovação 1: Setembro/2021
Data de aprovação 2: Novembro 2023
Data de início: 2021/T1
Data de conclusão: 31/12/2026
Valor total: 527 300 000,00 Euros
Apoio financeiro da União Europeia: 390 000 000 Euros
Apoio OE: 137 300 000,00 Euros